8

Há 8 meses que não escrevo, nem aqui, nem em nenhum lado.

Esta parte de mim, em tempos tão importante, tão crucial, anda parada.

 

Continuam a haver dias em que o formigueiro nasce e nos circuitos neuronais palavras se encadeiam, mas mais do que isso não. Às vezes a poesia reina nesse pedaço de realidade só meu. Outros há em que simplesmente há necessidade, mas não há palavras. Hoje foi simplesmente um ai e tal, bora lá espreitar isto - por vezes é assim que se fazem as melhores escolhas.

 

8 meses, catano! Já tenho 21 anos, isto esta tudo desactualizado e nem sei se alguma vez alguém verá este texto. Essa é a parte boa de apenas escrever quando o rei faz anos, não há ninguém a espera, ninguém a escutar-nos do outro lado, mas temos na mesma aquela sensação de nos abrirmos ao mundo.

 

Muita coisa se passou. Hoje não sou a mesma pessoa, espero que cada vez mais certa daquilo que sou e para onde vou, daqueles que nunca quero perder, daqueles que merecem tudo o que lhes possa dar, dos meus pontos fracos e fortes. Diferente, mas igual, apenas somente um pouco mais velha choné talvez.

 

Sabe bem escrever assim, sem sentido nem propósito, sem rumo. Escrever por escrever e apenas dizer o que me apetecer. E talvez rimar, para ficar bem e alegrar :P

 

Espero voltar antes dos próximos 8 meses ;)

publicado por Rita Matias às 23:57 | link do post