Quem sou?

Quem sou?

Não sei...

Para onde vou?

Não sei...

 

Só sei que sei que a vida

Tanto ri como causa ferida

Que existe sempre uma porta aberta

E um amigo à espreita

 

Só sei que sei que não vou mudar

Que somente eu, irá continuar

Não serei mais ninguém para lá de mim

Eu, sou eu!!! E serei sempre assim...

 

Quem sou???

Eu!!!

Para onde vou???

Não sei...

sinto-me: poética...
tags:
publicado por Rita Matias às 20:43 | link do post | comentar