Rescaldo d'uma semana em Lisboa

  Novo ano, vida velha. Mesmos problemas e questões. Mas surpreendentemente esta semana correu bem.

 

  Voltar a rotina, tentar acertar as horas de sono, a mini constipação que veio com as mudanças e o fresco, aulas, nova disciplina... Estudar e estudar, mas isto já nem se considera uma actividade, é essencial para manter a minha sanidade.

 

  Mas o melhor de tudo foi este fascínio, que as vezes me falta e dá muito jeito, pelo corpo humano, pelas células, ADN's e companhia. Somos tão complexos!

 

  Com o fresco da rua, posso fechar os olhos e imaginar-me a 300 km de distância. É quase real... Bastava desligar os sons da cidade e passaria 5 minutos em casa, mas ainda ninguém inventou um interruptor.

 

  A semana acaba, como começou, depressa, correndo para o desassossego e preocupação dos próximos tempos.

 

 

  E eu simplesmente sei que vou sobreviver, pois nunca ninguém morreu devido a época de exames!

publicado por Rita Matias às 18:55 | link do post