...

  Há coisas que não compreendo. Se calhar algumas não são mesmo para compreender. Por exemplo nunca compreendi o porque de eu me sentir constantemente sozinha, o porque de eu sentir que não sou importante, o porque de eu me sentir indiferente para o mundo. Hoje estas questões voltaram a atormentar-me, porque? Porque me sinto assim, só, indiferente, ninguém.

  Sinto por inumeras vezes que ninguém me conhece nem quer conhecer, sinto que ninguém nota quando estou mal.

  Eu sei que a realidade pode não ser como a pinto, mas eu sinto-me assim.

publicado por Rita Matias às 20:29 | link do post