Quarta-feira, 21.11.07

A razão

  Há uns postzinhos atrás eu referi o meu objectivo de postar todos os dias... Como podem observar no calendário aqui ao lado, isso já esta fora de questão (teria de fazer muitas falcatruas!). Razão: O novo livro do Harry Potter chegou sexta, consegui acabá-lo sábado de madrugada, ma s como sempre que leio os livros fiquei demasiado melancólica para postar. Ainda por cima este é o último, fiquei mesmo triste porque quem gosta mesmo dos livros vive-os com uma intensidade brutal e ao sabermos que há mais sempre ficamos mais consolados ao acabá-los, agora isso não vai acontecer.

  Bem de regresso à vidinha vêem ai os testes! E já cheira a Natal... :D

sinto-me:
publicado por Rita Matias às 22:31 | link do post | comentar

Estupidez

 

Estupidez
Estupidez gananciosa
Leva-me o país prá cova
Estupidez gananciosa
Leva-me o país prá cova
Gestores, tangas, aldrabões
Já só falam de milhões
Mesmo que o resto fique a olhar
Sem ter um sítio seu para morar

Qualquer dia é tudo francês
Ou alemão
Mas não português

E depois
E depois, morreram as vacas
Ficaram os bois
Foram-se os dedos
Ficaram os anéis
E o resto
Anda tudo aos papéis
E é por isso
Que a meu ver
Está tudo mal, está tudo mal
Nesta Europa de Portugal

Qualquer dia é tudo francês
Ou alemão
Mas não português
Falta pedir ao rei espanhol
Licença para ir apanhar Sol

Uns à volta do tractor
Outros ó sr. doutor
Quem me tira desta aflição
Agarra-me aqui com a mão

Eu até era um homem honesto
Nunca fiz nada funesto
Pedi à Europa para me apoiar
E agora a minha sina é roubar

1º Ministro
1ª Dama
E tu, queres ir prá cama
Anda tudo a ver se mama
Nesta união da tanga

Qualquer dia é tudo inglês
Ou italiano
Mas não português

E depois
E depois, morreram as vacas
Ficaram os bois
Foram-se os dedos
Ficaram os anéis
E o resto anda tudo aos papeis

E é por isso que a meu ver
Está tudo mal, tudo mal
Nesta Europa de Portugal

Qualquer dia é tudo francês
Ou alemão
Mas não português
Falta pedir ao rei espanhol
Licença para ir apanhar Sol

Antes quero ser um Velho do Restelo
Que um fascista sem cabelo

Antes quer ser um Velho do Restelo
Que um fascista sem cabelo


letra: Tim
música: Xutos & Pontapés

sinto-me: Realizada!
música: Estupidez - Xutos & Pontapés
tags:
publicado por Rita Matias às 12:56 | link do post | comentar | ver comentários (2)

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Novembro 2007

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
16
17
18
19
20
24
25
26
27
28
29

posts recentes

arquivos

subscrever feeds