RAPAZES vs RAPARIGAS - Parte VI

  Por razões óbvias, hoje venho falar-vos sobre a traição. Eu acredito que quando duas pessoas gostam uma da outra verdadeiramente é quase impossível existir uma traição Claro que tudo isto é relativo, depende das pessoas e sobretudo da forma como vivem a relação. Factores como os ciúmes, discussões diversas, distância podem gerar crises, mas o fundamental para evitar que tal aconteça é ter confiança mútua.

  Depois existe sempre a grande questão de perdoar ou não. Na minha opinião, deve-se ter em conta a gravidade da situação, e sobretudo se esta foi um traição de longa ou curta duração. Mas mesmo assim, se for uma primeira traição acho que se deve dar o benefício da dúvida e perdoar, porque caso esta não se volte a repetir, a relação com o tempo pode até tornar-se mais forte. Mas tudo depende das pessoas em questão, e não se pode generalizar. O meu conselho é que pensem bem no que estão a fazer se tencionam trair alguém ou perdoa-la...

sinto-me: espantada com o que aconteceu
publicado por Rita Matias às 12:45 | link do post