Porque és um tonto, mas eu gosto de ti

Porque quando Deus fecha uma porta, abre uma janela, e eu mais do que nunca acredito nisso.

 

Porque tens sido a minha janela.

 

Porque também foste e és uma das melhores coisas que me aconteceram este ano.

 

Porque ambos adoramos, aqui vai o meu presente de Natal atrasado que tu não me vais impedir de te dar.

 

Um grande beijo e um abraço apertado, vindos deste lado da linha.

 

 

música: Clandestino, Deolinda
publicado por Rita Matias às 01:22 | link do post | comentar