Confusão

  É a única conclusão a que eu consigo chegar sobre o meu actual estado mental. Já não sei bem no que acredito, no que quero, nem qual é o passo seguinte.

  Andei o dia toda com a cabeça zonza da constipação, talvez seja esta a causa, mas não creio. Cheguei a um ponto em que questiono tudo aquilo que tinha decido até aqui, em que pergunto.me se vale a pena continuar, e se sobretudo o que eu faço vale alguma coisa. Depois ouço opiniões de diferentes pessoas e isto baralha-se ainda mais.

  Estou desiludida com o mundo, principalmente com ele e em parte comigo. Sinto que tudo aquilo em que acredito é um verdadeiro disparate, o que faz de mim uma disparatada, uma tonta ingénua - tudo aquilo que eu mais receio ser.

  Perco a noção da minha fé e agarro-me ao que é concreto - às minhas promessas. Elas guia-me de momento, e através delas sei o que tenho a fazer. Resta é reencontrar as minha crenças pelo caminho....

sinto-me: sem rumo
tags:
publicado por Rita Matias às 22:29 | link do post | comentar